Você está aqui:Home » Cultos e religiões » Islã » Graham aos muçulmanos: Peguem sua Lei da Sharia e voltem de onde vocês vieram!

Graham aos muçulmanos: Peguem sua Lei da Sharia e voltem de onde vocês vieram!

FRANKLIN-GRAHAM-1O Rev. Franklin Graham não mediu palavras quando fala sobre a ameaça que a Lei Sharia apresenta para a América. Ele não está preocupado com os ataques que recebeu de apologistas da Sharia sobre o que ele vê como seu dever de alertar a América que a sharia é contrária ao cristianismo e tudo para que a América representa.

Em uma entrevista recente, o Rev. Graham aconselha àqueles que tentam forçar a Sharia na América: “Voltem para onde vocês vieram”.

Expandindo sua mensagem, o Rev. Graham disse que “Nós devemos temer a Lei Sharia nos Estados Unidos, e os muçulmanos aqui que querem praticar a Sharia devem voltar de onde vieram, para aquelas nações que reconhecem a lei da Sharia; nós temos nossas próprias leis aqui. Devemos ser absolutamente temer essa lei infame. Não há dúvida sobre isso, porque não há nenhuma tolerância na lei Sharia. Ela persegue aqueles que não acreditam no Islã”.

Suas palavras estão em nítido contraste com aquelas encontrados em um famigerado discurso de Michael Gerson.

Em um artigo no Capital Commentary, Gerson, um republicano cuja mesa no Washington Post está, sem dúvida, perto da porta da frente, defendeu a ideia de permitir a Lei Sharia para aqueles que querem viver sob ela. Isto, naturalmente, “soa bem”; mas a apologia esquerdista normalmente tem esse mesmo tom.

Gerson argumentou que católicos e muçulmanos devem ser tratados de forma igual e não deve haver nenhuma interferência governamental com a sua liberdade de praticar a sua religião. Ele comentou: “Em primeiro lugar, a liberdade religiosa é devido, não apenas para os indivíduos, mas para as instituições. Não é o suficiente dizer que os cidadãos têm o direito de acreditar no que quiserem. Eles também têm o direito de participar de grupos religiosos que mantêm a sua identidade e padrões.”

Em sua óbvia referência à Cláusula de Proteção Igualitária, Gerson afirma que o Islã e o catolicismo são instituições igualmente merecedoras de proteção das suas doutrinas e práticas. Este é exatamente o tipo de perigoso sofisma que observadores honestos como o Rev. Graham nos alerta. O argumento de “equivalência moral” que defende que uma forma de vida é “tão válida quanto qualquer outra” é uma revogação covarde das responsabilidades de qualquer pessoa que tenha uma “plataforma” tão grande e alta como Gerson.

Onde Gerson falha é exatamente onde o Rev. Graham tem êxito. O primeiro se recusa a falar honestamente sobre o porquê os não-muçulmanos rejeitam a abominam a selvageria da Sharia, enquanto o último fala sem retórica em apoio à “liberdade religiosa para todos”. O Rev. Graham sabe que “a liberdade religiosa” para os muçulmanos significa a morte para não-muçulmanos .

Obrigado, Rev. Graham, por agir em nos proteger.

http://www.westernjournalism.com/graham-muslims-take-sharia-law-go-back-came/
Tradução: Emerson de Oliveira

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Número de entradas : 1297

© 2011 Powered By Wordpress, Goodnews Theme By Momizat Team

Voltar para o topo