You Are Here: Home » Apologética geral » Uma breve explicação da doutrina cristã do inferno

Uma breve explicação da doutrina cristã do inferno

Burning-in-Fire-123rf-11551751_xxl
Há definitivamente um inferno. Ninguém no mundo sabe exatamente o que vai ser. A Bíblia se refere a ele em termos de Geena (depósito de queima de lixo fora dos muros de Jerusalém), um lago de fogo, e “trevas exteriores, onde os homens choram e rangem seus dentes.” Tudo isso são metáforas, creio, embora esta última seja provavelmente muito descritiva.

Durante séculos as imagens cristãs do inferno foram dominadas pela metáfora do fogo. No século 20, CS Lewis, em O Grande Divórcio, levou muitos de nós a vê-lo em vez como um lugar onde as pessoas continuam a trajetória da sua vida para a eternidade. Deixe-me explicar melhor o que quero dizer com isso.

Lewis disse algo como isso em algum lugar: “No final, há dois tipos de pessoas: aqueles que dizem a Deus, sua vontade será feita, e aqueles a quem Deus diz, sua vontade será feita”. O primeiro grupo está destinado a eternidade no céu com Deus, este último para a eternidade no inferno sem ele.

Ambos os grupos continuam a viver a vida que eles criaram para si mesmos. Aquele que procura Deus na terra vai encontrá-lo na eternidade. O que rejeita a Deus na terra vai viver na eternidade sem Deus, assim como ele ou ela tenha escolhido na terra.

Assim, por exemplo aquele cuja vida é caracterizada pelo egocentrismo vai para a eternidade focado em si próprio. Aquele que calunia será um caluniador para sempre. A bisbilhotice na terra permanecerá naquele que encontra prazer nas fraquezas dos outros. Quem é mais focado no sexo aqui o será para sempre. É claro que cada pessoa é multidimensional. Penso que estou simplificando aqui mas não quero que você tome isto como simplificado demais.

Assim como cada pessoa carrega sua personalidade para a eternidade, o que é diferente sobre o céu ou o inferno? Simplesmente isto: a presença ou ausência de Deus e toda a sua bondade. Aqui na terra, Deus está ativo mesmo entre aqueles que O negam. Onde há amor na terra está uma expressão da realidade de Deus e de sua ação. Onde há bondade aqui Sua bondade se manifesta.

No céu a bondade será multiplicada infinitamente. No inferno ela não existe.

Alguém (talvez Lewis) colocou muito bem: os crentes em Cristo estão na terra dos moribundos, em seu caminho para a terra dos vivos; os não crentes estão na terra dos vivos, em seu caminho para a terra dos moribundos.

Aqueles que vão para o céu não o fazem por sua própria bondade, porém, pois nenhum de nós está qualificado para entrar num reino de perfeita bondade. Nós estragamos nossa chegada. Somente pela limpeza e obra do perdão de Jesus Cristo podemos estar com Deus por toda a eternidade. Ele está disponível para todos os que simplesmente aceitam que é verdadeiro e que eles precisam da ajuda infinita de Deus.

Fonte: http://www.thinkingchristian.net/nonbelievers/2013/01/a-brief-explanation-of-the-christian-doctrine-of-hell/
Tradução: Jonas Nascimento

Sobre o autor

Artigos publicados : 1194

© 2011 Powered By Wordpress, Goodnews Theme By Momizat Team

Scroll to top
Powered by WordPress