Você está aqui:Home » Ética » Aborto » O anúncio da Doritos durante o Superbowl irrita aos abortistas e as redes sociais lhes escracham

O anúncio da Doritos durante o Superbowl irrita aos abortistas e as redes sociais lhes escracham

28057_comiendo_doritos_durante_una_ecografia_puede_pasar_de_todo___Cinco milhões de dólares por 30 segundos no ar: é o que você paga por um comercial durante o intervalo da Superbowl, a final do futebol. Este ano celebrou sua edição de número cinquenta e a vitória dos Denver Broncos sobre o Carolina Panthers (24-10) foi seguida nesta segunda-feira por cerca de 112 milhões de espectadores.

Um dos anúncio emitidos foi o próximo, da marca de chips Doritos :


Muito inteligente o comercial, certo? Mas quem não achou nada engraçado foram aqueles cujo negócio é matar crianças no ventre de sua mãe, ou a ideologia que o justifique. Logo eles perceberam a mensagem, deliberada ou não, potencialmente pró-vida do anúncio. Há uma continuidade antes e depois do nascimento, o ser que está dentro da mãe quer as mesmas coisas que aqueles que estão fora.

Sectários… e sem senso de humor
Logo após a emissão do comercial, a NARAL, um dos principais grupos ideológicos de lobby abortista na América, que significa National Abortion and Reproductive Rights Action League [Liga Nacional de Ação para aborto e Direitos reprodutivos], lançou o seguinte tweet de boicote ao produto:

“Não comprem”, proclama: “Doritos utiliza táticas anti-abortis para humanizar os fetos e tendências sexistas de pais tensos e mães sem noção.”

Tuítes sérios, tuítes não tão sérios…
Essa forma tão ruim de receber uma piada, e o sectarismo patente nesse depreciativo “humanizar fetos” não passou despercebida pelas redes sociais, que começaram a insultar os abortistas e #doritos #naral se tornaram trending topics.

@ John8Montgomery: Caro NARAL, por favor Exerça o seu direito de escolher e escolha relaxar.

@ rogue_40: Eu sei que ninguém foi ver o Superbowl com vocês, mas vocês tem sempre que revelar segredos? Ei… crianças são humanas.

Misterlubbock: Foi um anúncio. Respirem fundo.

Monan_chuck: Humanizar fetos? Sim. Porque se vocês não querem vão ser rinocerontes, certo?Deus nos ajude… e eu quero dizer, literalmente.

docwashburn: Humanizar fetos? E do que uma mãe está grávida? De uma batata? De um pato? Não, de um ser humano. Diga comigo: É um menino.

Sallyannwest: Quando se trata de dar à luz, os pais ficam confusos e as mães tensas. Dá pra ver que vocês nunca tiveram filhos.

…e uma legendagem genial
Houve mesmo quem legendou um vídeo fazendo Hitler estar no papel da NARA, de uma cena de Downfall (Oliver Hirschbiegel, 2004) em que parece que os seus colegas lhe dizem que uma enfermeira chamou um “feto” de “bebê”.  

O Führer faz sair a “todos aqueles que já viram um bebê, já foram bebês ou saibam soletrar a palavra bebê” e quando eles vão embora, explode de raiva, com um longo discurso no qual, entre outras coisas, diz: “a nossa retórica sobre a saúde da mulher estava funcionando tão bem, e agora o chamam de bebê!!“. E, um pouco mais tarde, a uma réplica de um colaborador que “os pais pareciam querer a criança, porque ele era muito rico”, Hitler retorna para explodir: “Não diga “pais”!! Um pai envolve bebês!!“Se você ler um pouco de inglês, vale a pena ver:

Fonte: http://sh.st/Q9Nmt
Tradução: Emerson de Oliveira

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Número de entradas : 1182

© 2011 Powered By Wordpress, Goodnews Theme By Momizat Team

Voltar para o topo