You Are Here: Home » Seitas/heresias » Testemunhas de Jeová » Refutações » Diálogo com uma Testemunha de Jeová sobre a “exatidão da TNM”

Diálogo com uma Testemunha de Jeová sobre a “exatidão da TNM”

tnm1-medioNota: o presente diálogo abaixo deu-se devido a publicação do meu artigo original (em preto) no Logos e no site Vigia a Torre. A Testemunha e Jeová (Fabrícius), autor do artigo defendendo a tradução do Novo Mundo, respondeu o meu artigo original. Por isso, refutei os argumentos do autor nesta resposta definitiva. Meu artigo original está em preto. As respostas de Fabricius estão em vermelho e minhas respostas em azul.

Há um site TJ brasileiro chamado O Sentinela em Vigia, que tem um artigo chamado “exatidão da TNM em relação a outras traduções”. Sem entrar em muito aprofundamento, pois o artigo tenta enumerar alguns versículos entre bíblias não-TJ e a TNM para mostrar a “superioridade” de tradução desta, vou apenas comentar alguns dos versículos citados pelo autor e mostrar como a TNM é falaciosa.
Antes de mais nada, devo deixar claro que a TNM é uma PARÁFRASE*** e não uma tradução literal dos idiomas originais, por mais que as TJ aleguem que seja.

FABRICIUS – PARÁFRASE? SE FOSSE MERAMENTE UMA PARÁFRASE, POR QUE TANTO INCÔMODO COM A NM? POR QUE NÃO SE ATACA ENTÃO AS ‘FONTES’ DESTA PARÁFRASE?

EMERSON – Não é questão de “incômodo” com a NM na questão de que ela merece mais crédito que as outras, mas é exatamente porque ela carrega a responsabilidade de estar “ensinando” multidões de pessoas que dependem dela para sua salvação. Por favor, não pense que este site é “apóstata” (nunca fui TJ mas só quero ajudá-las a ver a verdade sobre a Sociedade) e estou “perseguindo” a TNM porque ela é uma “excelente” tradução. Não se pode mexer na Bíblia do modo como as TJ fazem. Falo da mesma forma de qualquer versão da Bíblia que alterar propositalmente para favorecer uma doutrina em particular e a TNM e a “tradução” da Bíblia por Joseph Smith (mórmon) são as únicas, pelo que sei, que distorcem o texto para lhes favorecer. Fabricius parece que não leu o link do Logos acima porque parece não ter nenhuma idéia da imensidão de versículos que a TNM altera. Os “erros” gramaticais que ele acusa a Almeida de fazer não chegam nem perto aos erros doutrinais que a TNM pratica. E o que quis dizer com “atacar as ‘fontes’ desta paráfrase?”

Apesar da Torre de Vigia alardear que a TNM não seja uma paráfrase e sim literal, não é isso o que acontece. A edição da Tradução Interlinear do Reino das Escrituras Gregas (TIR) de 1985 diz para seus leitores os objetivos dos tradutores. Eles dizem:
“Não oferecemos nenhuma paráfrase das Escrituras. Nosso esforço foi dar uma tradução tão literal quanto possível e esclarecer a leitura quando esta é muito misteriosa. Interpretamos a Bíblia dentro do contexto” (pp. 9-10, 1985 ed.; pg. 10, 1969 ed.). No entanto, segundo essas declarações, o Comitê falhou terrivelmente. É só examinarmos a leitura na TNM de Jo. 15:4,5; Jo. 17:26; Gl. 1:16; Rm. 8:10; Cl. 1:27 e ICo. 13:5 para ver que o Comitê de tradução tem parafraseado as Escrituras para negar a ligação de Cristo no crente.***

«FABRICIUS» SOBRE ESTE ASSUNTO, COMENTAREI LOGO MAIS ABAIXO NA CONSIDERAÇÃO DO PRÓPRIO AUTOR.

O autor tenta classificar alguns versículos entre ambas as bíblias para mostrar a “superioridade” de sua bíblia. Mas o que não fica claro ao leitor do site é que esses versículos, curiosamente, NÃO TOCAM em parte delicada, doutrinal, mas só em assuntos gramaticais, inofensivos.***

«FABRICIUS» O QUE SERÁ QUE O AUTOR CONSIDERA INOFENSIVO? O QUE O SENHOR TEM A DIZER, POR EXEMPLO DAS DIFERENTES TRADUÇÕES DE 2 PEDRO 3:13, NAS MESMÍSSIMAS VERSÕES ALMEIDA. VEJAM:

2 PEDRO 3:13 (IMPRENSA BÍBLICA BRASILEIRA) “MAS NÓS, SEGUNDO A SUA PROMESSA, AGUARDAMOS NOVOS CÉUS E NOVA TERRA, EM QUE HABITA A JUSTIÇA.”
2 PEDRO 3:13 (SOCIEDADE BÍBLICA TRINITARIANA) “MAS NÓS, SEGUNDO A SUA PROMESSA, AGUARDAMOS NOVOS CÉUS A NOVA TERRA, EM QUE HABITA A JUSTIÇA.”

SERIA ESSA CRASSA ADULTERAÇÃO ALGO ‘INOFENSIVO’? ESSE É MERAMENTE UM EXEMPLO! NEM VOU ENTRAR NESTES MÉRITOS, POR ENQUANTO!

EMERSON – O que é inofensivo? Quero deixar bem claro, antes de mais nada, que todos os versículos que Fabricius comenta NÃO distorcem nenhuma doutrina cristã. São PURA e simplesmente versículos de questão de gramática e atualização. Nenhum deles afeta a doutrina cristã. A TNM, por sua vez, DISTORCE propositalmente versículos para satisfazer sua doutrina. Isso é fato e irrefutável. Não vou entrar em profundidade neste versículo porque é preciso discutir crítica textual para saber que a trinitariana é uma versão que usa o Textus Receptus, o mesmo que a King James, que é uma versão boa, mas tem falhas. Prefiro a Bíblia de Jerusalém. A Almeida Atualizada é ótima. Mas a Almeida Corrigida e Fiel tem as mesmas falhas da King James. Mas NENHUMA delas altera o sentido do texto para tirar a divindade de Jesus, por exemplo. O sentido correto é a IBB. Mas que bíblia trinitariana diz isso? Não encontrei nenhuma. De que bíblia você tirou isso? Na dúvida, devemos ir ao texto grego (me refiro ao TC não ao TR). Quantas vezes a literatura TJ arvoreia em citar versículos que não afetam a ortodoxia cristã (Trindade, batismo, salvação pelo sangue, etc.) para elogiar a TNM? Este não é o caso aqui. O que vou discutir são versículos onde VISIVELMENTE a NM altera o sentido para favorecer a Torre. E não são só VERSÍCULOS na Bíblia que a Torre altera para lhes favorecer mas idéias de eruditos nas línguas bíblicas (tanto cristãos como seculares) para apoiar suas idéias. Isso é irrefutável. Há centenas de provas claras que a STV fez isso.

Conscientemente ou não, as TJ, em suas literaturas elogiam a TNM, mas cuidadosamente deixar de dizer que ela comete gafes gravíssimas em outros versículos. Vejam uma forma comum de propaganda da TNM:

A Tradução do Novo Mundo Impressiona um Erudito

SEGUNDO o erudito em grego clássico, Dr. Rijkel ten Kate, as traduções da Bíblia em holandês não vertem corretamente certas palavras. Por exemplo, no capítulo 2 de Lucas, encontramos três palavras gregas diferentes (bré·fos, pai·dí·on e pais), usadas para descrever os estágios sucessivos do crescimento de Jesus. Cada uma dessas palavras tem uma conotação um pouco diferente. No entanto, em muitas Bíblias, duas ou todas as três dessas palavras são vagamente traduzidas “criança”. Qual é a tradução correta?

O Dr. Ten Kate explica que, no versículo 12 de Lu 2, a palavra grega bré·fos significa “recém-nascido ou bebê”. Pai·dí·on, palavra usada no versículo 27 de Lu 2, significa “menininho”, e pais, palavra encontrada no versículo 43 de Lu 2, devia ser vertida “menino”. “Que eu saiba”, escreveu o Dr. Ten Kate no número de março de 1993 do periódico Bijbel en Wetenschap (Bíblia e Ciência), “nem uma única tradução em holandês verteu isso adequadamente, quer dizer, plenamente em harmonia com o texto original”.

Mais tarde, mostrou-se ao Dr. Ten Kate a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, disponível em 12 idiomas, inclusive em holandês. Qual foi a reação dele? “Estou muito surpreso”, disse ele, “que há realmente uma Bíblia em holandês em que se levou corretamente em conta o uso diferente das três palavras gregas bré·fos, pai·dí·on e pais”. Verteu a Tradução do Novo Mundo estes versículos em harmonia com o texto grego original? “Inteiramente de acordo”, responde o Dr. Ten Kate.

(Sentinela, 15 de abril de 1995, pág. 32)

Assim, a Torre de Vigia tenta dar a impressão que a TNM tem apreciação e admiração de eruditos, coisa que é totalmente falsa.***

«FABRICIUS» INTERESSANTE E DIGNO DE NOTA, QUE O AUTOR NEM SEQUER SE DEU AO TRABALHO DE EXPLICAR POR QUE ELE DIZ QUE A NM ‘COMETE GAFES’ E POR QUE ELA TEM FALSA APRECIAÇÃO, NEM REPLICOU AO COMENTÁRIO DO DR. TEN KATE À NM! ELE SÓ SE DEU AO TRABALHO DE ‘PARAFRASEAR’ O REFERIDO COMENTÁRIO! DE QUALQUER FORMA, OBRIGADO PELO ‘MERCHANDISING’ GRATUITO!

EMERSON – Não tão rápido, Fabricius. Você não leu os links que dei acima para o Logos? Parece que não. Você NÃO viu o banco de dados do Logos sobre a TNM. Senão não diria que não dei provas das gafes da NM. Este artigo de Ten Kate foi citado por vários apologistas TJ e é usado em um artigo online que compara a TNM com a NIV e a NASB.

Os comentários de Ten Kate, é claro, centram em três palavras gregas que significam “bebê”, “criança” ou “menino” em Lc. 2. Pode ser que a TNM é mais precisa neste versículo que outras versões holandesas, mas o mesmo não se dá quando se compara a TNM com outras bíblias inglesas. A NASB e a NIV traduzem as três palavras gregas corretamente, por Ten Kate; e a KJV faz a distinção em 2 dos três casos (traduz Lc. 2:43 como “criança” – “criança”, é claro, não é adulto, sinônimo de “menino”).

Outras versões inglesas que traduzem estas três palavras como o dr. Ten Kate sugere é a RSV, ESV, Darby, e a ASV. A Bíblia de Jerusalém traduz da mesma forma.

Podemos aplaudir a TNM por traduzir com precisão estas três palavras de nenhum significado teológico em holandês. Porém, querer dizer que os comentários de Kate apóiam a TNM só por causa disto é muito errado. Agora uma VERDADEIRA citação de um estudioso, sobre a TNM, do Logos:

Ray C. Stedman, autor internacionalmente conhecido, docente da Bíblia, pastor, evangelista.

“Um exame detido, que vá além da aparência superficial de exegese, revela uma verdadeira trapalhada de fanatismo, preconceito e predisposição tendenciosa que viola todas as regras de criticismo bíblico e todos os padrões de integridade académica.”

Outra edição da Sentinela que faz o mesmo é a 1 de março de 1991. Vamos comentar alguns versículos do site (as citações dele estão em vermelho e minhas respostas em preto):

Mat. 1: 24,25 (Al) “E José, despertando do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher; E NÃO A CONHECEU até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe por nome Jesus.”
Mat. 1: 24,25 (NM) ” José, acordando do sono, fez conforme o anjo de Jeová lhe indicara e levou sua esposa para casa. MAS NÃO TEVE RELAÇÕES COM ELA até ela ter dado à luz um filho; e deu-lhe o nome de Jesus.”
*** Como José podia se tornar esposo de Maria, se nem a conhecia?

Este é um modelo básico dos versículos que ele usa. São todos parecidos, gramaticais. Não seria preciso aqui eu dissertar sobre cada um. Mas notem que é um caso gramatical. A palavra grega para “conhecer” aqui é ginosko, que significa conhecer, saber, entender mas também a relação sexual entre homem e mulher. Mateus escreveu seu evangelho em hebraico e naturalmente tinha muito hebraísmo. A TNM é nada mais que uma paráfrase, que foi o que fez aqui. Mas isto não a torna melhor que as outras bíblias. O autor, aparentemente desconhecendo línguas bíblicas, toma “conhecer” como literal, o que é ridículo!***

«FABRICIUS» CONCORDO PLENAMENTE COM O SR., QUANTO AO SIGNIFICADO DA PALAVRA GREGA “GINOSKO”. REALMENTE A PALAVRA ‘CONHECER’, CONFORME CITADA POR MIM, SERIA UM EUFEMISMO UTILIZADO PARA SE REFERIR ÀS RELAÇÕES SEXUAIS. PORÉM, NÃO FOI NESTES TERMOS QUE ME REFERI QUANDO EXPUS A FALHA DA VERSÃO ALMEIDA. O FATO É QUE, PARA UM LEITOR DA DÉCADA DE 50, TALVEZ FOSSE PRONTAMENTE DISCERNÍVEL O QUE O TRADUTOR QUERIA DIZER EM MATEUS 1:24,25, DE FORMA QUE NÃO HAVERIA NENHUM PROBLEMA. A QUESTÃO ABORDADA É QUE, PARA OS LEITORES ATUAIS (O POVO COMUM) A PALAVRA ‘CONHECER’ TEM OUTRO SIGNIFICADO, TALVEZ POUCOS SAIBAM QUE TENHA ESTA CONOTAÇÃO. SEGUNDO O COMENTÁRIO DO SR. EMERSON, DÁ-SE A ENTENDER QUE SE UM CIDADÃO COMUM NÃO POSSUIR ERUDIÇÃO BÍBLICA, FICA PRIVADO ENTÃO DO ENTENDIMENTO EXATO DA PALAVRA DE DEUS! QUE CONTRASTE COM O OBJETIVO DE JESUS! (MATEUS 11:25)

Mat. 5:3 (Almeida, rev. e cor.) “Bem-aventurados os POBRES DE ESPÍRITO, porque deles é o reino dos céus.”
Mat. 5:3 (NM) “Felizes os CÔNSCIOS DE SUA NECESSIDADE ESPIRITUAL, porque a eles pertence o reino dos céus.”
*** Podem os pobres de espírito realmente ser felizes?
EMERSON – Fabrícius, o que está em discussão em todo este artigo que escrevi não é a contemporaneidade da TNM mas ONDE ela diverge da ortodoxia para alterar seus versículos. De novo, TODOS os versículos comentados por Fabricius no site O Sentinela em Vigia só tangem a LINGUAGEM. Foi isso o que quis dizer por inofensivo. Nenhum dos versículos citados vai de encontra a crença dos cristãos. Vou provar neste artigo que a TNM altera não só a linguagem mas também DOUTRINA. E isso é bem documentado. Não vou discutir tanto esses versículos acima citados. Lembre-se como falei: se as pessoas desejarem uma paráfrase, sugiro a TLH, que é ortodoxa (deve-se estar perguntando o que me refiro por “ortodoxo”. É o contrário do que a TNM faz com versículos como Jo.1.1). A acusação que você faz de arcaísmo é o mesmo que alguns fazem contra a King James. Mas ela continua sendo bem aceita. Preferencialmente, uso bíblias TC, como a BJ. Mas a NM não veio só com a intenção de “deixar fácil” a leitura, mas alterar versículos à la STV. Cidadãos comuns? Você subestima as pessoas comuns. Creio que a TNM sim, é que tem um literalismo irritante e complicado.
Outra paráfrase inofensiva que só estende o texto. Mas o significado é mais claro na Almeida. A palavra grega para “pobres” no caso é ptochos, que significa pobre mesmo, num sentido profundo. A mesma palavra foi usada para o mendigo Lázaro, em Lc. 16:20,22. A TNM mesmo traduz como “mendigo” e numa nota põe “pobre”. Nada de mais. Só uma paráfrase. O autor, de novo, mostra desconhecimento do texto.***

«FABRICIUS» REALMENTE, A PALAVRA GREGA PTO·KHÓS, USADA POR LUCAS (16:20, 22), AO REGISTRAR A REFERÊNCIA DE JESUS A LÁZARO COMO MENDIGO, DESCREVE ALGUÉM QUE SE AGACHA E SE ENCOLHE, E REFERE-SE AOS MUITO POBRES, AOS INDIGENTES E AOS MENDIGOS. O MESMO TERMO É USADO EM MATEUS 5:3 COM REFERÊNCIA AOS “CÔNSCIOS DE SUA NECESSIDADE ESPIRITUAL [“OS INDIGENTES DO ESPÍRITO”, N]” (“POBRES DE ESPÍRITO”, AL). A RESPEITO DO USO DE PTO·KHÓS NESTE TEXTO, A OBRA WORD STUDIES IN THE NEW TESTAMENT (ESTUDOS DE PALAVRAS DO NOVO TESTAMENTO; 1957, VOL. I, P. 36), DE M. R. VINCENT, DIZ QUE “É MUITO VÍVIDA E APROPRIADA AQUI, INDICANDO ASSIM A COMPLETA CARÊNCIA ESPIRITUAL, A CONSCIÊNCIA DA QUAL PRECEDE A ENTRADA NO REINO DE DEUS, E QUE NÃO PODE SER ALIVIADA PELOS PRÓPRIOS ESFORÇOS DA PESSOA, MAS APENAS PELA LIVRE MISERICÓRDIA DE DEUS”.

ESTE MESMO TERMO TAMBÉM É USADO POR PAULO EM GÁLATAS 4:9, AO EXPRESSAR SUA PREOCUPAÇÃO COM AQUELES QUE ‘RETORNAVAM NOVAMENTE ÀS COISAS ELEMENTARES, FRACAS E MESQUINHAS [PTO·KHÁ]’ PRATICADAS ANTERIORMENTE. ESSAS COISAS ERAM “MESQUINHAS” EM COMPARAÇÃO COM AS RIQUEZAS ESPIRITUAIS DISPONÍVEIS POR MEIO DE CRISTO JESUS.

O QUE FOI LEVADO EM CONTA FOI O ARCAÍSMO DA EXPRESSÃO, QUE COM CERTEZA, NOS DIAS DE HOJE, TEM OUTRA CONOTAÇÃO PARA O LEITOR, NÃO A LITERALIDADE PROPRIAMENTE DITA, QUE CONFORME VIMOS, NÃO É O CASO.

1 João 2:16 (Al) “Tudo o que há no mundo, A CONCUPISCÊNCIA DA CARNE, A CONCUPISCÊNCIA DOS OLHOS E A SOBERBA DA VIDA não é do Pai, mas do mundo.”
1 João 2:16 (NM) “Tudo o que há no mundo — O DESEJO DA CARNE, E O DESEJO DOS OLHOS, E A OSTENTAÇÃO DOS MEIOS DE VIDA DA PESSOA — não se origina do Pai, mas origina-se do mundo.”
*** Sem dúvida, a palavra ‘desejo’ é muito mais compreensível do que ‘concupiscência’!

Neste o autor deixa bem claro que ficou satisfeito com a “clareza” da TNM. Mas bíblias parafraseadas não são boas para estudo. A não ser que alguém não entenda bem o sentido do texto, pode-se consultar uma boa, como a Tradução na Linguagem de Hoje. ***

«FABRICIUS» INTERESSANTE É QUE NÃO HÁ UNANIMIDADE ENTRE OS EVANGÉLICOS EM GERAL QUANTO A ESSA TRADUÇÃO CITADA (LINGUAGEM DE HOJE) E NEM MESMO HÁ PARA COM A VERSÃO ALMEIDA. PARA ISSO, DÊEM UMA OLHADA NO LINK: http://www.solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/TraicsVersBModrns-ARevisd-Pedro.htm

1 João 2:1; 3:6 (Al) “…SE ALGUÉM PECAR, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” … “Qualquer que permanece nele [em Jesus] NÃO PECA…”
1 João 2:1; 3:6 (NM) “… SE ALGUÉM COMETER UM PECADO, temos um ajudador junto ao Pai, Jesus Cristo, um justo.” … “Todo aquele que permanece em união com ele [Jesus] NÃO PRATICA O PECADO”.
*** Se nenhum seguidor de Jesus peca, como se aplica 1 João 2:1 a pessoa?

EMERSON – Realmente. Porque a TLH é uma PARÁFRASE mas não DISTORCE o grego para dizer que Jesus não é Deus, que o Espírito é uma força ativa, que o Pai e Jesus só são um em vontade, que Deus não comprou a Igreja com Seu sangue, etc. O que está em questão com a TLH e Al não são doutrinas mas o texto base nas duas (TC e TR). O autor do site citado (Hélio de Menezes) é altamente fundamentalista e o site tem muitas falhas. Ele defende que só a bíblia ACF é a correta. Ninguém concorda, em sua maioria, com as idéias do Hélio, exceto o próprio Hélio. Tiro n’água, amigão.
Interessante que a ARA traduz 3:6 como “não vive pecando”. O sentido é óbvio. Não é necessário enaltecer a TNM só por causa disso. Sinceramente, sempre li nas outras Bíblias literais, como as católicas e a Almeida e NUNCA pensei errado nesta questão do “não peca”. Para mim estava óbvio que quem permanece em Jesus não vive pecando. É pedante essa insistência da Torre de Vigia pensar que só por causa disso a TNM é superior. ***

«FABRICIUS» CURIOSO É VER O SR. EMERSON SE ESQUECER QUE A GRANDE MAIORIA DOS LEITORES FAZ PARTE DO POVO COMUM, QUE NÃO SÃO MAGISTRADOS TEÓLOGOS, NEM TAMPOUCO ERUDITOS.

EMERSON – Fabricius, não exijo que se tenha conhecimentos desse tipo para se entender a Bíblia pois ela é entendida por todos. Eu, sinceramente, gosto de Bíblias literais, por manterem mais perto o texto do original. Mas não sou contra a TLH. Sou contra a NM porque toma liberdades que as línguas originais não permitem. E não sou senhor, nem padre ou pastor. Sou webmaster do Logos e tenho conhecimentos suficientes das línguas bíblicas para não deixar que uma tradução falha me infuencie.

Outra coisa, de onde surgiu a palavra “em união com ele” na TNM acima? Sem querer, o autor deu a maior PROVA de que a TNM é uma paráfrase mal feita pois como a STV não aceita que Cristo habita no crente, dilui o grego para o enevoado “em união com”. *** Esta é uma prova que a STV traduz a TNM de uma maneira tendenciosa, da mesma forma como acusa que os trinitarianos traduzem Jo.1.1. Para mim, a TNM é que é complicada, tem um literalismo absurdo e irritante.***

«FABRICIUS» ME PARECE AGORA QUE QUEM NÃO CONHECE BEM O GREGO É O SR. EMERSON, QUE ATÉ AGORA SE VANGLORIOU DISTO! NOTEM SÓ QUE DIZ O “LÉXICO DO N.T. GREGO/PORTUGUÊS”, DE GINGRICH/DANKER, TRADUÇÃO DE JÚLIO P.T. ZABATIERO (EDIÇÕES VIDA NOVA,2000), SOBRE A PALAVRA GREGA “έν” (EN, PG. 72):

έν prep. com dat., a prep. mais comum no N.T., usada com grande variedade de sentidos, dos quais os seguintes são típicos:- I. de lugar:… Em, no sentido de inter-relacionamento, envolvendo especialmente Jesus, ou Deus, ou ambos Jo 10.38; 14.20; Rm 6.11, 23… (OS GRIFOS SÃO MEUS)

DE FORMA QUE, OS TERMOS “EM” OU “EM UNIÃO COM” SÃO CORRETOS, PORTANTO SÃO PERFEITAMENTE INTERCAMBIÁVEIS. TANTO FAZ DIZER QUE O CRISTÃO ESTÁ ‘EM’ CRISTO, OU VICE-VERSA, OU DIZER QUE O CRISTÃO ESTÁ ‘EM UNIÃO COM’ CRISTO.

EMERSON – Certo. Mas a STV não aceita que Cristo habita no crente. Isso é ponto pacífico. E forçam a tradução para dizer isso.

AGORA A PROVA FINAL***

«FABRICIUS» SERÁ QUE AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ PASSARÃO? VAMOS LÁ!

Se a TNM é “superior a outras traduções”…

…por que traduziu kolasis, em Mt.25:46 como “decepamento”, quando no grego significa só “correção, castigo e penalidade”?***

«FABRICIUS» POR QUE ELA TAMBÉM SIGNIFICA: “KOLASIN . . . DERIVA-SE DE KOLAZOO, QUE SIGNIFICA, 1. DECEPAR; COMO NO TRUNCAMENTO DE RAMOS DE ÁRVORES, PODAR. 2. RESTRINGIR, REPRIMIR. . . . 3. CASTIGAR, PUNIR. EXTIRPAR ALGUÉM DA VIDA, OU DA SOCIEDADE, OU MESMO RESTRINGIR, É TIDO COMO CASTIGO; — POR CONSEGUINTE, SURGIU ESTE TERCEIRO USO METAFÓRICO DA PALAVRA. ADOTOU-SE A PRIMEIRA ACEPÇÃO, PORQUE CONCORDA MELHOR COM A SEGUNDA PARTE DA SENTENÇA, PRESERVANDO-SE ASSIM A FORÇA E A BELEZA DA ANTÍTESE. OS JUSTOS VÃO PARA A VIDA, OS ÍMPIOS PARA O DECEPAMENTO, SENDO CORTADOS DA VIDA, OU PARA A MORTE. VEJA 2 TES. 1.9.” (THE EMPHATIC DIAGLOTT, NOTA) DE FORMA QUE AS TERMOS TAMBÉM SÃO PLENAMENTE INTERCAMBIÁVEIS. (O GRIFO É MEU)
EMERSON – Mas que interessante. NENHUM dicionário grego dá a definição de kolasin como “decepamento”. Moulton & Milligan, BAGD, e Thayer listam dúzias de ocorrências de KOLASIS em documentos gregos clássicos e cristãos e citam “castigo” como a tradução correta em cada caso. Veja como alguns dicionário dizem: New Thayer’s Greek English Lexicon (Wilmington, DE: Associated Publishers and Authors, 1974, 1977, p. 353) define como “correção, castigo, punição”

The Arndt and Gingrich Greek-English Lexicon (Chicago: University of Chicago, 1967, p. 441) diz: “1. castigo… 2. de retribuição divina…vão para o castigo eterno, Mat. 25:45.”
Gerhard Kittle (ed) in the Theological Dictionary of New Testament (Grand Rapids, MI: Eerdmans, 1978, Vol. 3, p. 816) define como “castigo.”

É verdade que vem de kolazoo, mas isto não significa que a palavra não possa ter mudado o sentido mesmo tendo uma raiz comum. Isso que a Torre de Vigia faz é chamado de “falácia etimológica”, que é determinar o significado de uma palavra por seu derivado. Quer queira ou não, Strong define KOLASIN, que é palavra aqui (não KOLAZOO) como “castigo”. Vai negar? A TNM também o traduz errado em 1Jo. 4.18 como “restrição”. EMPHATIC DIAGLOTT? Convenhamos, Fabricius. Benjamin Wilson, o autor dela, era cristadelfo e não tinha formação de grego e ela não é reconhecida em nenhum lugar (a não ser nas salas de aula TJ) como respeitável. Além do mais, a própria Interlinear (KIT), a Diaglott e a TNM entram em contradição várias vezes pois em uma coluna diz uma coisa e noutra, outra coisa. Veja o que o professor Edmund Gruss do Master’s College disse da Diaglott:
“Wilson era autodidata; seu trabalho mostra que ele certamente não era um estudioso (grifo nosso). Ele também não é respeitado pelos estudiosos. Obviamente, seu propósito não foi traduzir, mas justificar suas idéias teológicas…. pode ser concluído, então, que o Emphatic Diaglott foi adotada por causa de seu preconceito cristadelfo que concordava quase perfeitamente com o novo grupo russelita que estava se formando. Os russelitas aceitavam a tradução de Wilson, porque eles não tinham a habilidade lingüística para avaliar ou determinar o texto, e nem se preocuparam, visto que a tradução de Wilson se ajustava a deles…” Dana, H. E. and Mantey, Julius, A Manual Grammar of the Greek New Testament (Toronto, Canada: MacMillian, 1957).
Se a TNM é “superior a outras traduções”…

…por que incluiu a palavra “um” antes de deus em Jo.1.1 se no grego não há esse numeral, além do que a gramática e contexto grego não permite tal tradução?***

«FABRICIUS» PELO MESMÍSSIMO MOTIVO QUE OS TRADUTORES DA VERSÃO ALMEIDA SE VALEM AO TRADUZIR ATOS 28:6 COMO ‘UM DEUS’; MARCOS 6:49 COMO ‘UM FANTASMA’; JOÃO 6:70 COMO ‘UM DIABO’; ETC…

Veja a refutação de TODOS OS ARGUMENTOS DAS TJ SOBRE JO.1.1 AQUI NO LOGOS. Por enquanto posso te adiantar isso, do artigo:

TJ: At. 28:6 não tem o artigo definido da mesma maneira que em Jo. 1:1c e é traduzido por virtualmente todas traduções como “um deus”. (“Mas, depois de muito esperar, vendo que nenhum mal lhe sucedia, mudando de parecer, diziam ser ele um deus”. At. 28:6) Este versículo prova que a tradução de Jo. 1:1c para “theos” que não tem artigo definido tem que se traduzir por “um deus”. A TNM está correta.

RESPOSTA: Este argumento é errado e sem fundamento:

O Pai é chamado de “um Deus” na TNM muitas vezes: Lc. 20:38. Jeová não é “UM DEUS”? Sim, a Bíblia diz assim!
“Não há justificativa para traduzir THEOS EN HO LOGOS como ‘a Palavra era um deus’. Não há nenhum paralelo sintático com At. 28.6, onde há uma declaração no discurso indireto; Jo. 1:1 é direto…e eu não sou cristão nem trinitário” (Dr. J. Johnson, da Universidade Estadual da Califórnia, Long Beach)
Se substituirmos Paulo na história de At. 28:6 com Jeová isto não provaria que Jeová é uma criatura ou “um de muitos” deuses politeístas. Imagine que Jeová assumiu uma forma humana e foi picado por uma serpente. A resposta das pessoas não mudaria nem um pouco!
Lucas, narrando At. 28:6, deliberadamente leva o leitor a entender que as pessoas pensavam que Paulo foi um dos deuses. João, narrando Jo.1.1 está comentando, por inspiração, a natureza de Cristo como Deus. Se At. 28.6 é paralelo a Jo.1.1, então OU João ensina politeísmo OU At.28.3 se refere a Jeová. É claro que as passagens não tem nada em comum.
Se a TNM é “superior a outras traduções”…

…por que traduziu Jo.8.58 como “eu tenho sido” sendo que não há como traduzir isso do grego? Não seria uma forma de mascarar que Cristo é o “EU SOU” de Ex. 3.14?***

«FABRICIUS» NEM VOU ENTRAR NESSES MÉRITOS, POR QUE SIGNIFICARIA ME DELONGAR DEMAIS. POSTERIORMENTE COMENTAREI SOBRE ISSO. PORÉM, SÓ PARA SER BREVE, NOTEM QUE INTERESSANTE, QUE, ALGUNS, NO AFÃ DE IDENTIFICAR JESUS COM JEOVÁ E SUPOSTAMENTE PROVAREM A TRINDADE, DIZEM QUE εγώ ειμι (e.go ei.mi), CONFORME OCORRIDO POR EXEMPLO EM JOÃO 8:58, E QUE EQUIVALE À EXPRESSÃO HEBRAICA ´ani hu’, “SOU EU [EU O SOU]”, USADA POR DEUS EM ÊXODO 3:14, HÁ UMA POSSÍVEL ‘IDENTIFICAÇÃO’ DOS DOIS, PROVANDO ASSIM A TRINDADE. TODAVIA, DEVE-SE NOTAR QUE ESTA EXPRESSÃO É TAMBÉM USADA PELO HOMEM, CONFORME A VERSÃO ALMEIDA, REV. E CORR., (AL) TRADUZ EM 1 CRÔNICAS 21:17: “E DISSE DAVI A DEUS: ‘NÃO SOU EU [LIT. “E EU O SOU ” (OU: “E EU SOU ELE”) hebr.: wa. ‘ani-hú’; gr.: e.go ei.mi] O QUE DISSE QUE SE CONTASSE O POVO? E EU MESMO SOU O QUE PEQUEI, E FIZ MUITO MAL; MAS ESTAS OVELHAS, QUE FIZERAM? …”

NA TENTATIVA ADICIONAL DE IDENTIFICAR JESUS COM JEOVÁ, ALGUNS PROCURAM USAR ÊXODO 3:14 (LXX), QUE REZA: ´εγω ειμι ό ων (e.gó ei.mi ho on), QUE SIGNIFICA “EU SOU O SER” OU “EU SOU O EXISTENTE”.

UMA EXPRESSÃO SIMILAR A ό ων (ho on) É ENCONTRADA EM FILÊMON 9 E TAMBÉM APLICADA A UM HOMEM. DIZ O TEXTO (AL): “TODAVIA PEÇO-TE ANTES POR CARIDADE, SENDO EU TAL COMO [EU] SOU [gr.: τοιουτοσ ων όσ (toi.ou.tos on os, SENDO O “EU” SUJEITO OCULTO, SUBENTENDIDO)], PAULO, O VELHO, E TAMBÉM AGORA PRISIONEIRO DE JESUS CRISTO.” A TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO (NM) TRADUZ A EXPRESSÃO ASSIM: “EXORTO-TE ANTES À BASE DO AMOR, VISTO QUE EU SOU O QUE SOU, PAULO, …”

PORTANTO, SE FORMOS RADICALMENTE USAR DA MESMA ANALOGIA QUE OS TRINITARISTAS USAM, DE MANEIRA DISTORCIDA PODEMOS DIZER QUE TANTO DAVI COMO PAULO SÃO DEUS E FAZEM PARTE, ASSIM, DE UMA TRINDADE!

EMERSON – Como as Testemunhas de Jeová ensinam uma idéia de Jo. 8:58 que nunca foi ensinada antes do século 20, pergunto por que o Espírito Santo iria esperar 1900 anos para revelar isto só a eles. Como o “escravo fiel e discreto” pôde estar errado por tanto tempo? As TJ de fato acreditam que Ário era um deles em 325 d.C. Mas Ário acreditava que Jo. 8:58 ensinava a pré-existência eterna de Cristo na mente de Deus. Os anti-trinitários atacam o significado de “ego eimi” em Ex 3:14 e Jo. 8:58. Contudo, a edição da TNM de 1984 tem uma nota de rodapé de em Ex 3:14, mostrando que o hebraico seria traduzido em grego como “ego eimi”)” – “eu sou”. Compare isto com a Tradução Interlinear do Reino de 1985 que mostra que palavras de Jesus em Jo. 8:58 são as mesmas: “ego eimi”. Das 28 vezes que o evangelho de João usa o grego “ego eimi”, a Bíblia das Testemunhas de Jeová, a Tradução do Novo Mundo) corretamente traduz isto no tempo presente como “eu sou”, EXCETO em Jo. 8:58! Este fato é bastante para rejeitar a má tradução da TNM como “eu tenho sido” em Jo. 8:58.

Se a TNM é “superior a outras traduções”…

…por que colocou de novo “um” na frente de “deus” em Jo.10.33? Os fariseus pensaram que Jesus queria se fazer “de Deus” ou de “um deus”? ***

«FABRICIUS» VEJAMOS O CONTEXTO DA DISCUSSÃO ENTRE OS FARISEUS E JESUS:

“PORTANTO, OS JUDEUS RODEARAM-NO E COMEÇARAM A DIZER-LHE: “QUANTO TEMPO HÁS DE MANTER AS NOSSAS ALMAS NA EXPECTATIVA? SE TU ÉS O CRISTO, DIZE-NOS FRANCAMENTE.” JESUS RESPONDEU-LHES: “EU VOS DISSE, E AINDA ASSIM NÃO ACREDITAIS. AS OBRAS QUE EU FAÇO EM NOME DE MEU PAI, ESSAS DÃO TESTEMUNHO DE MIM. MAS, VÓS NÃO ACREDITAIS, PORQUE NÃO SOIS DAS MINHAS OVELHAS. MINHAS OVELHAS ESCUTAM A MINHA VOZ E EU AS CONHEÇO, E ELAS ME SEGUEM. E EU LHES DOU VIDA ETERNA E ELAS NÃO SERÃO JAMAIS DESTRUÍDAS, E NINGUÉM AS ARREBATARÁ DA MINHA MÃO. AQUILO QUE MEU PAI ME DEU É ALGO MAIOR DO QUE TODAS AS OUTRAS COISAS, E NINGUÉM AS PODE ARREBATAR DA MÃO DO PAI. EU E O PAI SOMOS UM.”

MAIS UMA VEZ, OS JUDEUS APANHARAM PEDRAS PARA O APEDREJAREM. JESUS REPLICOU-LHES: “EU VOS APRESENTEI MUITAS OBRAS EXCELENTES DA PARTE DO PAI. POR QUAL DESTAS OBRAS ME APEDREJAIS?” OS JUDEUS RESPONDERAM-LHE: “NÓS TE APEDREJAMOS, NÃO POR UMA OBRA EXCELENTE, MAS POR BLASFÊMIA, SIM, PORQUE TU, EMBORA SEJAS UM HOMEM, TE FAZES UM DEUS.” JESUS RESPONDEU-LHES: “NÃO ESTÁ ESCRITO NA VOSSA LEI: ‘EU DISSE: “VÓS SOIS DEUSES”’? SE ELE CHAMOU ‘DEUSES’ AOS CONTRA QUEM SE DIRIGIA A PALAVRA DE DEUS, E, CONTUDO, A ESCRITURA NÃO PODE SER ANULADA, DIZEIS A MIM, A QUEM O PAI SANTIFICOU E MANDOU AO MUNDO: ‘BLASFEMAS’, PORQUE EU DISSE: SOU FILHO DE DEUS? SE NÃO FAÇO AS OBRAS DE MEU PAI, NÃO ME ACREDITEIS. SE AS FAÇO, PORÉM, MESMO QUE NÃO ME ACREDITEIS, ACREDITAI NAS OBRAS, A FIM DE QUE SAIBAIS E CONTINUEIS A SABER QUE O PAI ESTÁ EM UNIÃO COMIGO E EU EM UNIÃO COM O PAI.” PORTANTO, TENTARAM NOVAMENTE APODERAR-SE DELE; ELE, PORÉM, PÔS-SE FORA DO SEU ALCANCE.” (JOÃO 10:24-39, NM, OS GRIFOS SÃO MEUS).

OU SEJA, JESUS ESTAVA DIZENDO QUE ELE ERA FILHO DE DEUS (VERS. 36). OS FARISEUS, A EXEMPLO DOS EVANGÉLICOS DE HOJE, É QUEM ESTAVAM CONFUNDINDO AS COISAS. JESUS NÃO SE FEZ DEUS NO SENTIDO DE PRETENDER SER O SEU PAI JEOVÁ. OS FARISEUS CONTESTAVAM ISSO PELO FATO DE JESUS AFIRMAR TER EXISTIDO ANTES E DE ELE ESTAR EM UNIÃO COM O PAI! O PRÓPRIO CRISTO EXPLICOU ISSO!

EMERSON – o perito bíblico Adam Clarke disse: “Quando Cristo disse antes, em Jo. 10:30, ‘Eu e o Pai somos um’, se os judeus tivessem entendido (como muitos professos cristãos alegam) que Ele estava dizendo que só tinha a mesma vontade do Pai, eles não teriam tentado tratá-lo como blasfemador; porque neste sentido Abraão, Isaque, Moisés, Davi e todos os profetas, eram a um com Deus. Mas o que os irritou tanto era que eles entenderam que Jesus estava falando de unidade de natureza. Então eles dizem: ‘e fazes Deus a ti mesmo’, que eles entenderam, não num sentido figurado, metafórico, ou impróprio, mas no sentido mais literal do termo”.
Lembre-se: muitos outros versículos se referem a Jeová como Deus onde não há artigo definido, da mesma maneira que em Jo. 10:33

Se a TNM é “superior a outras traduções”…

…por que trocou a palavra “Autor da vida” em At.3.15 para “Agente principal da vida”, sendo que a palavra grega para “autor” (archegos) significa “autor”? ***

«FABRICIUS» NOTEM O QUE O “LÉXICO” ACIMA CITADO DIZ SOBRE A PALAVRA:

άρχηγός líder, governador, príncipe ou originador, fundador. O primeiro grupo é mais provável para At 5.31; para At 3.15 qualquer um é provável. O segundo grupo é mais provável para Hb 2.10; 2.12, mas o autor podia ter alguma coisa semelhante a exemplo em sua mente. (pg. 35, o grifo é meu) DIGNO DE NOTA É QUE A PALAVRA ‘ARKHEGOS’ DERIVA-SE DA RADICAL ARKHÉ, QUE SIGNIFICA, BASICAMENTE, INÍCIO, ORIGEM, PRINCÍPIO, DE ONDE SE DERIVA A PALAVRA ARQUI, DE ARQUI-INIMIGO (PRINCIPAL INIMIGO), ETC…

EMERSON – É claro que a STV parte do princípio que Jesus é uma criatura e isso influencia a tradução. As Testemunhas usam Ap.3.14 para dizer que Jesus é um ser criado. Mas o “princípio” lá (arché) não significa que Jesus foi a primeira criatura de Deus, mas o que ORIGINOU TODAS AS COISAS (ou seja, ele foi o “chefe” ou “príncipe” da Criação. Aí as TJ para ocultarem isso colocam “outras coisas” em Cl.1.15ss). Veja o que diz o respeitado dicionário Vincent, em Word Studies of Words of NT: “Archegos, entretanto às vezes traduzido como príncipe significa, principalmente, começo e por isso originador, autor. Melhor aqui como a Versão Revisada coloca, em margem, autor, e a mesma coisa em Hb. 2:10 12:2”. Em Hb. 2.10 archegos tem o sentido de “autor”. Não é o fato deste único versículo mas o contexto onde toda vez que insinua Criação a Jesus a TNM muda. Archegos aqui claramente mostra Jesus como o ORIGINADOR da vida (não como um agente somente). As TJ alegam que Jesus é a primeira criatura de Deus e usam para isso muito o “arche”. Uma nota para as TJ sobre o verbete “Princípio” do renomado Novo Dicionário da Bíblia Unger:

PRINCÍPIO (Hb.. re’shit, “primeiro”). “No princípio ” (Gen 1:1) é usado em um sentido absoluto. Porém, o “princípio” de Jo. 1:1 usado de Cristo, o Logos, antedata o de Gn 1:1 e se refere ao preexistência eterna do Filho. Gn. 1:1 dá só o começo do Universo e do tempo físico. O “princípio” de 1 Jo. 1:1 se refere evidentemente ao começo do ministério público de Cristo.

Nosso Senhor é chamado “o Princípio” (em grego, arche) por Paulo e João (Cl. 1:18 Ap. 1:8 Ap. 3:14), e é interessante notar que os filósofos gregos expressaram a Primeira Causa de todas as coisas pelo mesmo nome.

SERÁ QUE PASSAMOS PELA ‘PROVA FINAL’?

EMERSON – Se depender da TNM, KIT, DIAGLOTT e suas alterações e contradições, repetiram com louvor. Demonstrei no Logos (parece que não viu) a falha da TNM e dos ensinos TJ e não há como negar. Só a brochura “Deve-se Crer na Trindade?” é de capa a capa uma falsidade que não há como negar.

ANTES DE QUALQUER COISA, GOSTARIA DE DEIXAR BEM CLARO QUE NÃO PRETENDO, COM ISSO, DESQUALIFICAR NEM DESMERECER O SR. EMERSON, A DESPEITO DO QUE ELE PRÓPRIO FEZ QUANDO SE REFERIU A MINHA PESSOA. NEM TAMPOUCO QUERO ME DESGASTAR EM DEBATES COM O MESMO, POR QUE ISSO DEMANDARIA MUITO TEMPO, O QUAL EU NÃO TENHO NO MOMENTO. SÓ RESPONDI A ISTO QUE ELE POSTOU PARA ME VALER DE MEU DIREITO DE RESPOSTA. QUE TODOS OS QUE LERAM ESTAS MENSAGENS, POSSAM PONDERAR SOBRE O QUE FOI CONSIDERADO, E TIRAR SUAS CONCLUSÕES A BASE DE TODOS OS FATOS! (PROVÉRBIOS 14:15)

QUAISQUER DÚVIDAS ACERCA DA TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO (NM), QUEIRAM CONSULTAR O SITE http://www.osentinela.tk , OU MESMO O LINK (EM INGLÊS) http://mysite.wanadoo-members.co.uk/newworldtranslation/home.htm

EMERSON – Também não quero transformar num debate porque aliás isso já tem no Logos (você viu?). É o debate entre Pacheco e o defensor das TJ, Beduhn. Só quem não leu não sabe. Não estou desmerecendo ninguém mas analisando, como a própria STV pede para os membros analisarem a verdade (visto que disseram que já que os “tradutores” são anônimos, tem que se analisar a tradução) a TNM e como ela distorce mesmo as línguas bíblicas.

SEM MAIS, DESPEÇO-ME CORDIALMENTE!

«FABRICIUS»

Sobre o autor

Artigos publicados : 1194

© 2011 Powered By Wordpress, Goodnews Theme By Momizat Team

Scroll to top
Powered by WordPress